CONSELHOS

Como reconhecer o momento em que os dentes do bebé começam a romper?

Conselhos para identificar os sintomas e aliviar o bebé

A fada dos dentes ainda vai demorar a chegar e, no entanto, os dentes de leite já estão a começar a aparecer! A erupção dos dentes é uma fase marcante no desenvolvimento do bebé. Do 6º mês aos 3 anos, os dentes vão rompendo, mas ainda falta um bocado para terem os 20 dentes, e antes de eles ficarem visíveis ainda têm que atravessar toda a mucosa da gengiva. Nesta fase, o bebé vai estar um pouco mais rabugento que o habitual!

Com que idade aparecem os primeiros dentes?


A idade em que os primeiros dentes rompem varia muito de criança para criança, por isso não vale a pena estar de sentinela à espera que rompam! Os dentes tanto podem nascer aos 3 ou 4 meses como só a partir de 1 ano! Há até alguns bebés que mal chegam ao mundo e já têm um dentinho...

A ordem de erupção dos primeiros dentes


Os dentes de leite formam-se a partir do 7º mês de gravidez e quanto ao seu aparecimento, está tudo programado. Por ordem de chegada: os incisivos centrais inferiores estão, normalmente, em primeiro lugar, em média, entre o 6º e o 10º mês, seguindo-se os incisivos centrais superiores entre o 7º e o 12º mês. Seguem-se os incisivos laterais inferiores e superiores entre o 7º e o 16º mês.

O bebé está pronto para mordiscar com os seus primeiros dentes! Por volta de 1 ano, aparecem os primeiros molares inferiores e os caninos. Em breve, o seu filho já vai poder comer como um adulto, ou seja, cortar e mastigar. No fim estão os segundos molares, estes só surgem entre o 20º e o 33º mês. A erupção dos dentes é uma aventura que dura quase 3 anos. Nessa altura o seu filho terá 20 dentes que constituem a dentição de leite.

Os sintomas da erupção dentária


O dente precisa de espaço para romper e para isso deve forçar a membrana mucosa da gengiva. Mas estas erupções sucessivas devem ser feitas sem intervenção, ou seja naturalmente, portanto, não pode ajudar o seu filho a acelerar este processo. Como a membrana mucosa é muito resistente, a erupção dentária geralmente causa uma inflamação, surgindo então um pequeno inchaço vermelho na gengiva. No entanto, alguns bebés passam por esta fase sem manifestar qualquer desconforto...

Os sintomas mais comuns associados à erupção dentária são:

  • Vermelhidão nas bochechas e nas nádegas;
  • Irritabilidade, agitação, nervosismo e rabugice;
  • Temperatura;
  • Fezes um pouco moles ou uma ligeira diarreia;
  • Cansaço;
  • Hipersalivação;
  • Falta de apetite.

Ajudar o bebé a lidar com a dor


Nesta aventura às vezes difícil, existem muitas maneiras de ajudar o bebé. Por exemplo, pode oferecer-lhe um anel de dentição: ao mordiscá-lo, seja a que hora for, este vai aliviar o bebé. Também pode massajar as gengivas delicadamente com um dedo bem limpo e eventualmente mergulhado em soro fisiológico.

Algumas pomadas ou cremes anestésicos também podem ajudar a aliviar as dores mais fortes. Peça conselhos ao seu médico ou farmacêutico. Outra alternativa, cada vez mais eficazes, são os tratamentos homeopáticos.

Por fim quando for deitar o pimpolho na cama, coloque-o com a cabeça ligeiramente levantada. Na posição deitada, a dor é maior porque a pressão sanguínea é mais elevada. E se tiver noites muito difíceis, com indicação do seu médico, use um supositório para aliviar a dor e ajudar a que volte a adormecer.

Como cuidar dos lentes de leite?


Os sorrisos do bebé alegram os seus dias. Os seus dentinhos estão lindos e visíveis. Eles não são tão mineralizados como os dentes definitivos e são muito brilhantes. Pequeninos e recortados (aproximadamente 1,6 cm), juntam-se para se encaixar uns nos outros. No entanto, como as raízes não estão calcificadas, são frágeis e devem ser vigiados. As cáries não aparecem apenas nos dentes definitivos.

Os cuidados de higiene oral não devem ser descurados e devem ser começar assim que surjam os primeiros dentes. Use uma escova ou uma gaze enrolada à volta do dedo, embebida em água, e já está! Não é necessário usar pasta de dentes embora já exista uma especial para bebés. Com estes cuidados irá remover a placa bacteriana e impor um ritual diário de escovagem dos dentes.

A primeira visita ao dentista deve ser feita quando o seu filho tiver 1 ano. Esta visita vai estabelecer boas regras de higiene e fazer um ponto da situação com os pais acerca da alimentação da criança e dos hábitos familiares, mas também para dar informações sobre a escovagem dos dentes. A segunda visita só se vai realizar por volta dos dois ou três anos, dependendo dos casos, e depois dessa, pode instaurar a regra de uma visita por ano.

Os primeiros dentes começam a cair entre os 5 e os 8 anos e este é o momento certo para sorrisos adoráveis! A generosa fada dos dentes pode então cumprir a sua missão durante os sonhos dos pequenitos!